Santa Casa da Misericórdia de Felgueiras

A Santa Casa da Misericórdia de Felgueiras surgiu na vontade de ilustres felgueirenses que reunidos em Assembleia na Casa da Victoreira decidiram fundar um hospital. O Dr. Ribeiro de Magalhães foi o 1º Provedor da Misericórdia de Felgueiras. Em 1912 cumpre o seu propósito inicial ao receber por doação de Agostinho o hospital que administrou até 1974, ano em que foi nacionalizado, conforme aconteceu a todos os hospitais das Misericórdias. Por testamento de D. Maria Isabel Teixeira de Vasconcelos recebeu a “Casa de Fijô” onde foi criado e instalado o Asilo de Nossa Senhora da Conceição, hoje um Lar de 3ª Idade.

Agostinho Ribeiro foi um grande donatário da Misericórdia de Felgueiras, que sem herdeiros directos, para além do hospital doou-lhe o Asilo Maria Viana destinado a recolher crianças abandonadas, e assim designado em honra de sua esposa Maria Viana. A Misericórdia de Felgueiras é a maior Instituição de Solidariedade Social do concelho, prestadora de inúmeros e diversificados serviços.

O Lar Maria Viana acolhe presentemente 30 crianças e jovens do sexo feminino às quais são prestados cuidados de saúde, alimentação, higiene e educação. A creche conta actualmente com 35 crianças. O Jardim-de-Infância dá apoio a 75 crianças dos 3 aos 6 anos. O ATL presta apoio a 25 crianças. O Lar Nossa Senhora da Conceição actualmente acolhe 60 idosos e possui também a valência de Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário.

Em finais dos anos 90, a Misericórdia conseguiu a devolução do Hospital e construiu um hospital novo com: Serviço de Atendimento Permanente (Urgência); Serviço de Medicina Física e de Reabilitação (Fisioterapia); Serviço de Ambulatório e Consultas Externas, com diversas especialidades; Bloco Operatório; Exames Auxiliares de Diagnóstico e Hemodiálise.

Em Outubro de 2006 abriu a Unidade de Cuidados Continuados de Convalescença, em Outubro de 2007 a Unidade de Média Duração e em Setembro de 2011 a Unidade de Longa Duração e Manutenção.